• Home
  • Tag: green card

Adjustment of Status Overview

Adjustment of Status, also referred to as AOS, is the process through which a foreign national applies for lawful permanent resident status in the United States. Once the application is approved, the foreign national is granted an I-551 permanent resident card (more commonly referred to as a green card). Following receipt of the green card, the alien receives the right to reside and be employed within the United States of America. The majority of adjustment of status applications are granted through family relations or through an employer.

The Adjustment of Status Process

The adjustment processes of status is a complicated undertaking with a number of steps that take months to complete. The basic process is as follows:

  1. Medical Examination – Conducted by a USCIS-approved surgeon.
  2. USCIS Filing – I-485 Adjustment of Status application mailed to the USCIS along with all supporting documentation.
  3. Notice of Action 1 – Notice that application is received by the USCIS.
  4. Notice of Action 2 – Instructions for biometrics appointment.
  5. Notice of Action 3 – Instructions for interview (if needed).
  6. Notice of Action 4 – Application is approved or denied by USCIS.
  7. Green Card – If Adjustment of Status is approved, I-551 green card is mailed to the applicant.

Timeline

As of 2017, the average wait from filing of the adjustment of status application to the time of approval or denial is approximately five to six months. The time period can be longer or shorter depending on each applicant’s particular circumstances.

Some of the factors that can affect your timeline are:

  • The current USCIS workload
  • Errors on the application or missing documentation
  • Whether an interview is required by the USCIS
  • Whether the applicant is applying from a high-fraud area
  • Most adjudication delays seem to stem from errors made on the government forms or evidential documents that are missing from the initial filing.

Eligibility Requirements

Before starting the adjustment of status process, you’ll first need to determine if you are eligible. In order to be eligible to adjust your status, you must:

  • Fulfill all the requirements of your particular visa circumstance, whether it be family based (spouse, child or parent of US citizen), employment based (employer or entrepreneurial) or based upon entry to the United States on a K-1 fiancé visa or B2 Visa and subsequent marriage to the original petitioner
  • Have maintained lawful admission and residency in the United States
  • Have not been involved in unlawful activities including criminal detainments or convictions or association with terrorist activity
  • The medical examination did not reveal a Class A medical condition
  • Not been found working illegally in the United States
  • Note that waivers are available for some of these exceptions. Please consult the Adjustment of Status Eligibility Requirements page for more information.

Costs and Fees

Government fees are fixed, but other costs will vary depending on each applicant’s specific needs. Standard filing fees as of February, 2017 areas follows:

Fee Description

Amount

USCIS I-485 Filing Fee $1,140
Biometrics Fee $85
Total $1,225

Fee Description

(only for B2 Visa)

Amount

USCIS I-130 Filing Fee $535,00
Biometrics Fee
Total $535,00

Fee Description

Amount

Advance Visa  Fee $300,00
Total $300,00

Note that there will be an additional filing fee of $535 or $700 respectively if the applicant is concurrently filing an I-130 Petition for Alien Relative or an I-140 Petition for Alien Worker (Please note, Advance Visa does not assist with these).

Adjustment of Status Interview

In some cases, an interview with the USCIS will be required. In other cases, the interview will be waived. The interview will be conducted at a local USCIS office and the applicant must bring all relevant documents and identification cards. The interview is intended to update all the information that was submitted by the applicant and to review any discrepancies that were noted by the reviewing officers.

Approval/Denial of Application and Receipt of Green Card

If the I-485 adjustment of status is approved, the applicant will be notified and will receive his or her I-551 green card within 1 to 2 weeks. Lawful permanent residency begins from the date the application was approved.

Continuing Path to Citizenship

Securing lawful permanent residency in the United States is just one more step on the path to United States citizenship. Five years after receiving residency, the individual is allowed to apply for naturalization. If all criteria are met, the resident then gains the full benefits of being a US citizen.

Adjustment of Status Timeline

Adjustments of status time frames can vary greatly from person to person, depending upon his or her particular circumstances and visa classification. As of 2017, if you submit the forms and documents without errors, avoid receiving requests for evidence (RFE) and are not from a high-fraud area, the processing time will typically be 5 to 6 months from start to finish.

1. NOA1: 1 to 3 weeks

After you file the I-485, you will receive notification that the USCIS has received it.

2. NOA2 (Biometrics Appointment Letter): 2-3 weeks

Applicant receives notice of action requiring them to attend a biometrics appointment and have their fingerprints are taken.

3. NOA3 (Biometrics Appointment): 4-5 weeks

If an interview is required with the USCIS, the applicant will be informed of this with another Notice of Action.

4. Approval Notice 4-5 months

If approved, the applicant can visit the local USCIS office to have their passport stamped with a temporary green card stamp.

5. Receipt of Green Card 1-2 weeks

Applicant receives I-551 green card from the USCIS 1 to 2 weeks after approval of the adjustment of status.

Approveds Green Card From Advance Visa 2017

 

Advance Visa – Vistos para os Eua
Silvana Shelton
E-mail: silvana@silvanashelton.com
Whatsapp: + 1 713 557 9318
Houston,TX

Mais uma Entrevista de Green Card Agendada

Olá! Mais uma Entrevista de Green Card agendada, e eu gosto de postar porque nós podemos “medir” o tempo em que cada estado esta levando para emitir o Green Card no Caso de Ajuste de Status, este processo foi enviado em Dezembro/2016, ele é da Flórida e a Entrevista foi agendada para Agosto, então os processos na Flórida estão levando 7 meses e este é um tempo ótimo!

Quanto tempo depois da Entrevista recebemos o Green Card ? 7 dias!

 

 

Faça seu Ajuste de Status conosco! 

silvana@silvanashelton.com

+ 1 713 557 9318

 

Advance Visa – Vistos para os Eua
Silvana Shelton
E-mail: silvana@silvanashelton.com
Whatsapp: + 1 713 557 9318
Houston,TX

A Violência Doméstica nos EUA e como se proteger!

Green Card através da Lei sobre Violência contra a Mulheres e Homens (VAWA)

 

Advogados têm ajudado muitas esposas maltratadas para obter a residência legal usando o VAWA (Violência contra a Mulher). Você pode solicitar este benefício, mesmo se você sob deportação e até mesmo se você chegou em os EUA ilegalmente..

Se você sofreu violência doméstica nas mãos de seu cidadão americano ou residente legal cônjuge, pai ou filho adulto pode apresentar uma auto-petição para obter residência legal nos EUA.

Você pode se qualificar se você foi vítima de qualquer ato ou ameaçados ato de violência, incluindo a detenção forçada, de que resulte ou ameaça resultar em dano físico ou mental, você tem sido fustigada por e sujeitas a extrema crueldade. Os atos de violência incluem abuso ou exploração sexual, incluindo estupro, molestação, incesto ou prostituição forçada.

De acordo com a Lei sobre Violência contra a Mulher (VAWA) aprovada pelo Congresso dos EUA em 1994, os pais, cônjuges e filhos de cidadãos dos Estados Unidos ou residentes legais permanentes (LPR) podem solicitar por si mesmos a residência permanente. As provisões de imigração dentro da VAWA permitem certos imigrantes que são vítimas de abuso dar entrada em uma petição de imigração sem a ajuda ou conhecimento do agressor, no sentido de buscar segurança e independência do mesmo.

Você pode peticionar por si mesmo dentro da classificação de visto para parente imediato ou patrocinado pela família se você:

  1. For, no momento, cônjuge ou filho ou pai de um cidadão dos EUA ou LPR abusivo;
  2. For elegível àquela categoria de imigrante com base nessa relação;
  3. Estiver residindo nos EUA no momento ou tenha residido no passado com o cidadão americano ou LPR abusivo;
  4. Tenha sido vítima de abuso ou sujeita à crueldade extrema perpetrada por:
  5. Seu cônjuge cidadão americano ou LPR durante o casamento ou é mãe(pai) de uma criança que sofreu abuso ou foi sujeita à crueldade extrema perpetrada por um cônjuge cidadão americano ou LPR abusivo durante seu casamento;
  6. Seu pai (cidadão americano ou LPR) enquanto residiu com ele;
  7. For uma pessoas de bom caráter moral;
  8. For a pessoa cuja remoção ou deportação resultaria em dificuldade extrema para você ou seu filho, se você for um cônjuge; e
  9. Se voce for o cônjuge que tenha se casado com o cidadão americano ou LPR abusivo de boa fé.

Observação:  O divórcio ou separação legal do agressor APÓS o ingresso da petição junto ao USCIS não será a única base para a negação ou revogação de sua aprovação. Após a aprovação, da petição pelo USCIS, um novo casamento é permitido e NÃO afetará a elegibilidade para se tornar LPR ou ser base para a revogação da petição aprovada.

Para ser elegível, o cônjuge solicitante precisa:

  1.  Estar legalmente casado com o agressor (cidadão americano ou residente legal permanente). Uma petição pode ser submetida se o casamento foi terminado pela morte do cônjuge agressor até dois anos antes da entrada da petição. Uma petição pode também ser submetida se o casamento com o agressor foi encerrado até dois anos antes da entrada da petição por meio de divórcio baseado no abuso;
  2. Ter sofrido abuso nos Estados Unidos, a menos que o cônjuge agressor seja funcionário do Governo dos EUA ou membro das Forças Armadas dos EUA;
  3. Ter sido agredida ou submetida à crueldade extrema durante o casamento, ou ser mãe(pai) de uma criança vítima de abuso ou crueldade extrema por seu cônjuge cidadão americano ou residente legal permanente durante o casamento;
  4. Ser pessoa de bom caráter moral;
  5. Ter se casado em boa fé, não simplesmente para obter os benefícios da imigração.

Para ser elegível, a criança peticionaria deve se qualificar como filho do agressor na forma como “filho’ está definido na INA para fins de imigração.

Para ser elegível, os pais peticionaria deve se qualificar como pai ou a mãe  do agressor na forma como “pai ou a mãe’ está definido na INA para fins de imigração.

Sua petição pode ser submetida com qualquer evidência relevante para a elegibilidade. A determinação de qual evidência é relevante é de critério exclusivo do USCIS; portanto, encorajamos você a prover documentação que prove o abuso

 EUA – Ajuda às vítimas de violência doméstica

By

A violência contra as mulheres é um fenômeno mundial que, ocorre em qualquer classe social, profissão ou nacionalidade. Atualmente, nos Estados Unidos estima-se que três mulheres são assassinadas diariamente por seus parceiros atuais ou anteriores.

Nos Estados Unidos, a lei garante proteção a qualquer indivíduo vitimas de agressão física ou psicológica independentemente de sua condição imigratória, cor, etnia, orientação sexual ou religião. No final desta matéria há uma lista de organizações que auxiliam imigrantes desde abrigo a assistência legal e psicológica.

Quais são os sinais de um relacionamento abusivo?

– O parceiro monitora suas atividades o tempo todo

– Se você não atende uma ligação ou um texto imediatamente ele fica enfurecido

– Critica seus amigos e familiares

– Tem pressa em mudar-se para mesma moradia mesmo no começo de um namoro

– Está sempre lhe desencorajando a estudar, especialmente o idioma local, ou trabalhar fora

– Ridiculariza seus esforços para melhorar

– Controla tudo que você gasta e/ou cancela seus cartões de crédito

– Sempre lhe acusa de ser infiel

– Controla sua pílula anticoncepcional ou insiste que você engravide

– Agride crianças e animais domésticos da casa ou destrói algo que você gosta muito

– Ameaça se suicidar ou lhe matar quando se “aborrece” com você

É possível saber se o parceiro é ou será violento durante o namoro ou noivado?

– Não é possível determinar. Mas, durante o namoro ele/ela já mostra sinais de controle e manipulação. Sempre demonstra muito ciúmes mas diz que, isto é porque lhe ama.

É possível sofrer violência sexual no casamento?

– Sim, é possível. Quando a mulher se vê forçada a fazer algo que causa desconforto ou simplesmente não queira, isto qualifica como abuso sexual.

Como denunciar o agressor nos Estados Unidos?

Ligue para 911. Se você sente que está correndo risco de vida, não hesite, peça ajuda. Se você não fala inglês tente dizer como “Portuguese, Brazil”. Isto é suficiente para que o atendente do 911 entender que você precisa de um interprete brasileiro. Um interprete será conectado imediatamente. Certifique-se de falar todos os detalhes do acontecimento.

O que fazer se você não tem visto de permanência? Calar ou denunciar?

– Denuncie, pois isto, não compromete sua situação imigratória. Os policiais não devem e nem podem tratar de assunto imigratório. A polícia deve fazer um boletim de ocorrência da melhor maneira possível e encaminhar a vítima para um abrigo e organizações locais que poderão lhe ajudar.

Dica: mesmo que você tenha amigos ou familiares que falem inglês, sempre peça pelo serviço de um interprete profissional. O interprete tem um papel neutro. Isto garante que, as autoridades locais como a polícia reportem o caso com detalhes o que beneficia a vítima no processo judicial e em corte.

O governo norte-americano, também pode emitir um visto especial para vítima de violência doméstica, sexual ou trafico humano.

Mediante uma separação, o abusador tenta fazer as pazes com a parceira. Muitas vezes, para evitar problemas judiciais ou imigratórios. Então, em muitos casos inicia-se o ciclo da violência doméstica que, é constituído por 3 fases.

1 – Aumento das tensões: as tensões se acumulam no quotidiano. As ameaças começam a escalar criando uma sensação de perigo eminente.

2 – Ataque violento: nesta fase, o agressor intensifica o mal trato emocional e muitas vezes se torna físico. É o momento que muitas vítimas buscam ajuda de amigos, familiares e/ou polícia local.

3 – Lua-de-mel: nesta fase o agressor se vê diante de uma possível separação. Então, o mesmo muda sua estratégia de manipulação e passa a se mostrar muito arrependido e afetuoso com a vítima. É o momento em que muitas promessas são feitas, a vítima é presenteada com flores, recebe muito carinho mas as agressões voltam a ocorrer. Em muitas ocasiões voltam com força.

Importante: se você se identificou com estes cenários e sente que tem dormindo com o inimigo, ou conhece alguém que esteja passando porisso, é o momento de deixar uma mochila pronta para um escape de última hora. Não duvide das ameaças do abusador.

Embora, a violência contra a mulher seja uma realidade cruel e com índices alarmantes ainda existe um tabu em torno do tema. O que faz uma mulher se manter num relacionamento abusivo?

Muitas mulheres não tem apoio dos familiares imediatos, vivenciaram este drama na infância, sentem-se isoladas porque residem em outro país, ou muitas toleram a agressão acreditando que isto é melhor para os filhos que uma separação.

Porém, existe ajuda e pode-se reconstruir uma vida. Quando voluntariei e trabalhei com mulheres vítima deste tipo de violência, na YWCA, vi muitas delas refazerem suas vidas junto aos filhos e parceiros saudáveis emocional e fisicamente. Parece impossível, mas não é. É preciso coragem.

Segue abaixo uma lista de organizações que trabalham com vitimas locais e imigrantes residentes nos Estado Unidos. Vale ressaltar que essas organizações também auxiliam a comunidade LGBT.

1. National Resource Center on Domestic Violence

Voice 1 800 537-2238 | TTY 1 800 553-2508

2. YWCA eliminating racism empowering women

1-800-799-SAFE (7233)

1-800-787-3224 (TTY)

3. National Domestic Violence Hotline

1-800-799-SAFE (1-800-799-7233)

1-800-787-3224 (TTY)

4. National Sexual Assault Hotline of the Rape, Abuse and Incest National Network (RAINN)

1-800-656-HOPE (1-800-656-4673)

5. National Center for Missing and Exploited Children

1-800-THE-LOST (1-800-843-5678)

6. The National Center for Victims of Crime

1-800-FYI-CALL (1-800-394-2255)

1-800-211-7996 (TTY)

Alessandra é paulista e mora nos Estados Unidos há 14 anos. Reside em Austin/Texas, mas também já morou na conhecida cidade do Elvis Presley, Memphis/TN por 10 anos. É formada em História e Geografia. Autora do livro infantil bilingue Mimi: a gatinha iogue tem paixão por idiomas. Acredita que consciência cultural pode quebrar barreiras limitadoras originadas no preconceito e racismo. Atualmente trabalha como interprete autônoma. Defensora de direitos as mulheres imigrantes, ela voluntaria em organizações como YWCA e Casa Luz.

Advance Visa – Vistos para os Eua
Silvana Shelton
E-mail: silvana@silvanashelton.com
Whatsapp: + 1 713 557 9318
Houston,TX

USCIS emite Green Cards e Advance Parole com novo design

O Serviço de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos anunciou hoje o redesenho do Cartão de Residente Permanente (também conhecido como Green Card) e do Documento de Autorização de Emprego (EAD) como parte do Projeto de Documento de Identificação Segura de Próxima Geração. USCIS começará a emitir os novos cartões em 1 de maio de 2017.

Esses redesigns usam gráficos aprimorados e recursos de segurança resistentes a fraudes para criar cartões que são altamente seguros e mais resistentes à violação do que aqueles atualmente em uso.

Os novos projetos de cartões demonstram o compromisso do USCIS de continuar adotando uma abordagem proativa contra a ameaça de falsificação de documentos e fraude. Eles também fazem parte de um esforço contínuo entre USCIS, US Customs and Border Protection e US Immigration and Customs Enforcement para melhorar a segurança dos documentos e impedir a falsificação e a fraude.

Cartões Redesigned

Os novos Green Cards  e EADs:

  1. Exibe as fotos do indivíduo em ambos os lados;
  2. Mostrar uma única imagem gráfica e paleta de cores:
  3. Green Cards terá uma imagem da Estátua da Liberdade e uma paleta predominantemente verde;
  4. Os cartões EAD terão uma imagem de uma águia careca e uma paleta predominantemente vermelha;
  5. Ter imagens holográficas embutidas; e
  6. Não exibir mais a assinatura do indivíduo.
  7. Além disso, Green Cards não terá mais uma faixa óptica na parte de trás.

Como saber se o seu cartão é válido

Alguns Green Cards  e EADs emitidos após 1 de maio de 2017, ainda podem exibir o formato de design existente como USCIS continuará usando estoque cartão existente até que os suprimentos atuais estão esgotados. Os Green Cards e EAD existentes e novos permanecerão válidos até à data de validade indicada no cartão.

Determinados EADs detidos por indivíduos com Estatuto de Protecção Temporária (TPS) e outras categorias designadas foram automaticamente prorrogados para além da data de validade no cartão. Para obter informações adicionais sobre quais EADs estão cobertos, visite as páginas da Web Temporary Protected Status e American Competitiveness no 21st Century Act em uscis.gov.

Ambas as versões são aceitáveis ​​para o Formulário I-9, Verificação de Elegibilidade para Emprego, Verificação E, e Verificação Sólida Estratégica para Direitos (SAVE). Alguns cartões verdes mais antigos não têm uma data de validade. Estes cartões verdes antigos sem uma data de validade permanecem válidos. Indivíduos que têm Green Cards sem uma data de validade pode querer considerar a aplicação de um cartão de substituição com uma data de validade. A obtenção do cartão de substituição reduzirá a probabilidade de fraude ou adulteração se o cartão for perdido ou roubado.

 

Advance Visa – Vistos para os Eua
Silvana Shelton
E-mail: silvana@silvanashelton.com
Whatsapp: + 1 713 557 9318
Houston,TX

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.
%d blogueiros gostam disto: